Free Theme for Plone
Personal tools
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Gestão de Arquivos Pessoais será discutida no II Ciclo de Palestras da Diretoria de Arquivos Institucionais (Diarq)

Gestão de Arquivos Pessoais será discutida no II Ciclo de Palestras da Diretoria de Arquivos Institucionais (Diarq)

Gestão de Arquivos Pessoais será discutida no II Ciclo de Palestras da Diretoria de Arquivos Institucionais (Diarq)

II Ciclo de Palestras da Diarq

Acontece na ECI no dia 21/05, quinta-feira, o II  Ciclo de Palestras da Diretoria de Arquivos Institucionais, com o tema "Acervos Pessoais na Universidade".

O evento contará com palestra, debate e mesa-redonda, com a  presença de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e representantes das três instâncias da UFMG que vivem cotidianamente o desafio de atuar como gestores dos registros da memória institucional: a Diretoria de Arquivos Institucionais (Diarq), a Rede de Museus e Espaços de Ciência e o Sistema de Bibliotecas.

Os três órgãos gestores dos registros da memória da UFMG discutirão no II Ciclo de Palestras da Diarq, propostas de políticas institucionais. Além da experiência  apresentada pela Universidade de São Paulo – USP, em relação aos arquivos pessoais de seus pesquisadores e professores.

No ciclo de palestras também será discutido o tratamento arquivístico de acervos pessoais de pesquisadores e professores. Isto é, cadernos de campo, anotações, livros, projetos para solicitação de apoio a agências de fomento, roteiros de aula e recursos didáticos .

De acordo com o diretor da Diarq, professor Renato Venâncio, assim como outras entidades brasileiras, a UFMG tem o desafio de elaborar e implantar uma política institucional para seus acervos, entre os quais aqueles produzidos e recebidos no exercício das atividades-fim – ensino, pesquisa e extensão.

“É necessário prever formas de identificar esses documentos e determinar aqueles que serão recolhidos para guarda permanente”, observa. Em sua opinião, além de criar na Universidade uma estrutura para preservar e dar acesso a esses acervos, é necessário que ocorra “uma mudança da cultura institucional, que defina claramente “no que consistem os documentos pessoais e os institucionais”.

Renato Venâncio adverte que tal política depende de “um profundo debate interno à comunidade universitária e de intercâmbios de experiências, perspectivas e propostas de políticas institucionais” com órgãos da própria UFMG, como a Rede de Museus e Espaços de Ciências e o Sistema de Bibliotecas, e com outras instituições. 


O evento será aberto ao público.

 

Local: ECI, Auditório Azul

Data: 21/05

Horário: 9 às 17h

Informações: info@diarq.ufmg.br


Programação:
9h – Abertura
9h30 – Palestra – Da Indefinição à política: arquivos pessoais na USP
Lílian Miranda Bezerra e José Francisco Guelfi Campos, ambos da USP
11h30 – Debate
14h30 – Mesa-redonda Ações e políticas institucionais em relação a acervos pessoais
Representantes da Diarq, da Rede de Museus e do Sistema de Bibliotecas da UFMG 
17h – Encerramento

 

 

Fonte: Site UFMG

registrado em: , , ,
This is Schools Diazo Plone Theme